Se você não capturar a atenção do seu leitor desde as primeiras páginas, grandes são as chances de que ele não termine de ler seu livro. Isso porque, no mundo de hoje, um livro compete com outras formas de entretenimento mais interativas do que um simples calhamaço de papel com algumas centenas de páginas. É preciso conquistar o leitor desde o início, oferecendo-lhe algo em que ele não deixe de pensar, mesmo com as maiores preocupações na cabeça. Por isso, nesse artigo eu trago duas técnicas de escrita para cativar o leitor desde as primeiras páginas e mantê-lo amando o universo do seu livro, seja ele fictivo ou não.

Técnica de escrita: a curiosidade

leitor vidrado, grudado no livro

Ok, mas como escrever um livro e cativar o leitor desde as primeiras páginas? Como ter certeza de que o leitor vai grudar na sua história? Na verdade, não tem jeito de prever a reação do leitor, mas existem algumas técnicas de escrita que, quando bem empregados, facilitam a vida do escritor, sobretudo se estivermos falando do primeiro livro.

Uma das técnicas de escrita para cativar o leitor é algo que eu empreguei para escrever este artigo aqui. Veja bem como eu comecei a escrever o artigo:

“Eu vou lhe contar uma fofoca: se você não cativar a atenção do seu leitor desde as primeiras páginas, grandes são as chances de que ele não termine de ler seu livro.”

Quando eu editei o artigo, veja o que aconteceu:

Eu vou lhe contar uma fofoca: se você não cativar a atenção do seu leitor desde as primeiras páginas, grandes são as chances de que ele não termine de ler seu livro.”

Entendeu a técnica usada?

Ainda não caiu a ficha? Vou fazer mais simples: não enrola. Começa pelo suco da fofoca da sua história, pelo mais quente, pela notícia bombástica que deu asas à intriga da sua história. Aquela que dá aquele prazer até um pouco doentio mas que toda a gente adora.

A vizinha coroa traiu o marido com um moleque da idade do filho dela? Comece a escrever o seu livro por aí!
O namorado da menina mais linda da escola brochou na primeira transa e a escola toda ficou sabendo? Comece a escrever o seu livro por aí!

E se você estiver tendo dificuldades em entender qual é a maior fofoca que inicia a sua trama, então é sinal que você deve desenvolver melhor o seu livro antes de escrevê-lo. Os artigos Escrever um livro: da ideia para o papel, Como escrever um livro em 3 meses, Planejamento para escrever um livro poderão ajudá-lo.

Conta tudo, depois apaga e está aí o seu começo de história. Quando você dá ao leitor o melhor do molho, sem contar-lhe o final é claro, ele se interessa. Cabe a você depois enfeitar o personagem, desenvolve-lo para que este fique atrativo e para que o leitor se importe com ele de maneira a manter o leitor interessado. Essa é a dica de escrita seguinte.

Técnica de escrita para cativar o leitor: o encantamento

Daí vem a importância de escrever um começo de história que o mantenha colado. Essa coisa de “depois o livro fica bom” não te leva a lugar nenhum. Em dois segundos, o leitor larga o seu livro tão querido.

Ademais, aqui vai uma dica de mindset para escritores: o seu trabalho é encantar o seu leitor como se ele fosse aquele cachorro que sai voando ao cheiro do frango assado, já viu?

O leitor é cachorro e o seu livro com a sua voz contando a história é o cheiro do frango assado que atrai o cãozinho. Se você for bom no que faz, o leitor vai te seguir aonde você for.

Quer manter o seu leitor prestando tenção na sua história? Nunca cesse de encantá-lo. POr todos os meios possíveis: pelo cenário, pelas descrições, pela banda sonora (um livro tem sim uma camada sonora!), pela sua voz, pela capa, pela intriga, pela beleza e feiura dos personagens. Por tudo. Encante-o como se a sua vida dependesse disso. A palavra da vez é encantamento. Isso começa desde a capa até o último ponto final. Por esse motivo, é importante que você, autor, conheça o seu público-alvo e entenda o que faz que os olhos do seu leitor brilhe diferente. Isso mesmo em cenas de violência, de fantasia, de erotismo, etc. Para dicas de público-alvo e marketing, leia os artigos Técnica de marketing simples para escritores, Técnicas de marketing para autores, O mercado literário e o gênero hot ou pesquise você mesmo neste blog o artigo que preferir ler usando a palavra-chave “marketing”.

Técnica infalível para cativar o leitor

Mas sabe, leitor? Você pode usar todas as técnicas do mundo e a sua obra não fará diferença se você esquecer uma única técnica de escrita. O combustível mais poderoso que criará a conexão que o seu leitor precisa para se sentir próximo e implicado na história. A técnica de escrita que cativará o seu leitor se bem usada, sem trapaças e sem intenções ocultas. Trata-se da voz honesta e sincera do autor que escreve a história. A mesma voz que conta a história antes de tudo na cabeça do autor, que faz com que o autor antes de tudo estremeça. O sangue da ferida mais profunda do autor e que serviu de tinta para a pluma do escritor.

O caminho da escrita não é leve. Apesar das técnicas de escrita apra cativar o leitor estarem lá, o trabalho de encontro, sedução e parto da história é algo que necessita fibra, persistência, um português correto e uma dose de coragem.

Para mais conteúdo via e-mail, inscreva-se na lista VIP do Jornal dos Autores através do link abaixo. Receba também uma cópia gratuita do e-book Como escrever um livro em 3 meses.

Torne-se um AUTOR

Quer divulgar a sua obra? Entre no grupo do WhatsApp.

3 comentários em “Técnicas de escrita para cativar o leitor

Deixe uma resposta