A publicação independente é uma das maneiras mais recorrentes de se publicar livros na atualidade. Isso porque se trata de uma modalidade de publicação fácil e inteiramente controlada pelo autor que opta por ela. Contudo, a publicação de livro independente não é algo fácil para quem está começando. Neste artigo, veremos o que ela significa, o que implica, por que escolhê-la e quanto custa para o autor.

black pen on book
publicação de livro independente

Qual é a diferença entre publicação de livro independente e tradicional?

Atualmente existem duas maneiras de publicar um livro: a publicação que chamamos tradicional e a independente. Comecemos pela modalidade de publicação tradicional que é a mais cogitada pelos autores.

Uma palavra sobre a publicação tradicional

Esta é a forma de publicação de um livro na qual você escreve um manuscrito, envia para a editora e espera. Caso a editora aceite publicar o seu livro, ela entrará em contato para que se inicie um processo de cooperação editora-autor (as vezes intermediado por um agente literário). Esta cooperação vai desde a edição até a publicação do livro. A razão pela qual uma editora deixa o autor esperando é porque a publicação significa investimento. A editora, que arca com todos os custos de publicação e distribuição do livro será naturalmente selectiva com seus investimentos. Infelizmente, a maioria dos autores não tem ideia do que está fazendo ao publicar os seus livros (os dados do Kindle comprovam isso). É normal, ele ainda deve aprender, mas uma editora não vê assim. Uma editora que investiu dinheiro quer resultados.

Isso faz que vários autores sejam descartados no processo. Infelizmente, a publicação tradicional era a única modalidade possível até 10 anos atrás, antes do surgimento do Kindle. Era a única modalidade que eu via quando fui embora para Paris para virar escritora. Você pode conferir o artigo onde eu conto um pouco da minha experiência: O que aconteceu comigo quando eu cheguei em Paris para ser escritora?.

Acontece que existe uma ilusão de que, uma vez o manuscrito aceito pela editora, acabou-se o trabalho do autor. Ele não vai precisar se preocupar com edição, revisão e nem com marketing. Grosso modo, o trabalho do autor se resume a escrever o livro. O resto, c’est fini! Isso é falso. Publicar de maneira tradicional vai te poupar o investimento necessário de um livro, isso é certo, mas o investimento deve ser feito numa boa dose de paciência para não se descabelar frente às modificações que a editora trará para o seu livro e que você nem sempre aceitará. Para publicar um livro, mesmo de maneira tradicional, é preciso um grande nível de implicação do autor no coraça

A publicação independente

Diferentemente da modalidade acima, na publicação independente, não existe o investimento “terceirizado” da editora, digamos assim. É o autor que assume todos os riscos financeiros de publicar o livro e de vendê-lo. E porque o autor assume todos os riscos, ele não precisará fazer as modificações no seu filho querido, o seu “bebê” que ele trouxe ao mundo, porque a editora não faz parte do processo. Ou seja, o autor é livre para fazer o que quiser com seu livro.

O caminho da liberdade é, sim, sedutor para o autor cru e inexperiente. A publicação de livro independente de fato tem o seu charme. Mas como toda pessoa almejando trabalhar de maneira independente e autônoma, é necessário considerar uma série de aspectos.

Aspectos se você for produzir o seu livro você mesmo:

  • os custos de produção de um livro que você pagará aos profissionais do livro (editor, revisor, diagramador, capista, etc.),
  • o estresse e a dificuldade de produzir um livro,
  • a venda do livro e
  • a formação de uma equipe para ajudá-lo na confecção do seu livro

Aspectos se você optar por uma prestadora de serviços para fazê-lo:

  • os custos de produção de um livro que você pagará à prestadora de serviços
  • a venda do livro

Quanto custa a publicação de livro independente?

Eu não quero entrar em detalhes sobre modalidades e preços porque já foi produzido muito conteúdo sobre esse assunto. O que interessa para esse artigo é compartilhar com você a minha experiência e os preços médios.

Eu nunca optei por uma prestadora de serviços simplesmente por não desejar confiar às cegas numa empresa que eu não conheço e por isso não saber se o trabalho será bem-feito. Essa foi a minha maneira de pensar e eu não me arrependo. Eu parti do princípio de que sou perfeitamente capaz de encontrar meus profissionais e formar a minha equipe. Essa maneira de fazer tem seus prós e contras, mas eu não me arrependo.

Os preços que eu partilho aqui são deste ano. Após escrever o manuscrito, você precisará absolutamente de:

Revisor/proofreaderUS$180 (45000 palavras)
EditorUS$400
CapistaUS$200
tabela de custos de um livro independente

Eu não cotnei os custos de diagramação e configuração do livro porque sei fazer isso eu mesma, mas se você é realmente marinheiro de primeira viagem, eu aconselho pagar alguém para fazê-lo. Eu aprendi na raça o preço. Leia o artigo Vida de escritor: Os tombos de um autor para saber o que aconteceu comigo com um livro best-seller meu.

Por que a modalidade independente?

É preciso saber que o autor que começa a publicar um livro executa uma tarefa que se situa na metade do caminho, por assim dizer. Por que então optar pela publicação independente ou sequer considerá-la?

Simplesmente porque nos dias de hoje não podemos mais nos dar ao luxo de esperar a boa-vontade de uma editora tradicional querer publicar nosso trabalho. Como eu disse antes, não desejo repetir-me nos meus artigos. Escrevi sobre o assunto anteriormente, caso você queira saber, leia os artigos As vantagens da publicação indie, Quebrando o paradigma da autopublicação no Brasil, Como publicar um livro de maneira independente.

Para mais conteúdo GRÁTIS e por e-mail sobre o assunto, inscreva-se na lista VIP do Jornal dos Autores.

Torne-se um AUTOR

Inscreva-se também no Grupo do WhatsApp para divulgar a sua obra.

Deixe uma resposta