Deixa eu lhe contar um segredo: se você não alinhar a sua história de maneira a juntar todas as linhas soltas, ninguém vai querer terminar o seu livro. E mais: se não aprender a dramatizá-la, você pode até estar escrevendo o novo best-seller, a verdade amarga é que tua história não terá impacto algum sobre os leitores. Então como alinhar e dramatizar a história?
Senta ai e apanha o café que eu vou te explicar como.

man in grey shirt holding opened book looking upward
foto lendo um best-seller

Como alinhar e dramatizar a história:

Escrever um livro conciso é uma das coisas mais difíceis que alguém pode fazer. Ainda mais se o autor ainda está na sua época de descoberta e saída daquilo que eu chamo o “seu armário literário”. Tudo é novidade e parece cinco vezes mais assustador. E não se engane, escrever um livro é assustador até mesmo para os mais experimentados. Por isso, existem técnicas para deixar a tarefa mais fácil e até mesmo menos pesada do que já é. Antes de começar a escrever um livro, é necessário cumprir uma etapa de planejamento e desmaranhamento da ideia, até que ela vire história. Essa etapa é crucial e não pode ser ignorada. Dada a importância dessa fase, eu concebi um método para escrever um livro rapidamente de maneira a organizar a ideia, alinhando e dramatizando a história. Este método consiste em primeiro desenvolver a ideia para o seu livro.

Como desenvolver uma ideia para um livro?

diary girl hand journal

A primeira pergunta importante a se fazer é por que você quer contar essa história? Essa pergunta é importante porque é ela que determinará a a força da história, que orientará o arco de transformação do seu personagem (por conseguinte do leitor) e, mais importante, a sua motivação para se manter no processo criativo. Porque se Raquel de Queiroz associou a escrita ao dar a luz, é porque existe uma dor física de escrever. Quase uma dor psicológica que vai habitar o seu corpo e a sua cabecinha enquanto a ideia, tal um feto, estiver se formando dentro de si. Por isso, desenvolva-a de maneira a aplicar o menor esforço possível e dispensar a menor quantidade de energia possível durante o processo.

“Por isso, desenvolva a ideia de maneira a aplicar o menor esforço possível e dispensar a menor quantidade de energia possível durante o processo.”


Para desenvolver a ideia, o método que eu utilizo é o da escrita à maneira do diário. O que é? Eu entro em detalhes no meu livro Como escrever um livro em 3 meses que você pode conseguir aqui neste link (CLIQUE AQUI). Para explicar rapidamente, como um animal escondido na floresta, uma ideia só se mostra de inteiramente quando se sente em segurança e em confiança. Por isso, é importante entender a sua psicologia e o seu modo de funcionamento. Quando uma pessoa tem uma ideia para escrever um livro, é bom deixar essa ideia livre para percorrer seu corpo e se exprimir como ela quiser. Sem julgá-la, sem inibí-la, sem querer deformá-la. Trata-se de escrever à moda do diário. Você e a sua ideia. No íntimo. Para que ela, tal uma deusa desnuda comece o seu processo de revelação.

Como alinhar uma história?

clear light bulb on black surface

O processo de escrever à moda do diário leva algum tempo, comigo levou quase 5 anos para o meu primeiro livro. Eu falo a respeito disso na minha entrevista dada para a Revista Conexão Literatura, que você poder ler em direto aqui. Você como autor vai sentir quando a história quiser sair porque ela vai começar a querer se empurrar para fora sozinha. Você vai sentir aqueles impulsos de pegar uma folha de papel e começar a escrever. Ou de ir à frente do computador para criar aquela cena que está martelando insistente na sua cabecinha de escritor. Isso é normal. Você até pode fazer isso para se divertir, mas saiba, que quando a coisa for séria mesmo e você sentar para escrever o seu livro, terá que pensar à moda dos profissionais.

Aqui entra um outro personagem: o seu eu-autor que escreve com experiência e profissionalismo, de maneira a não desperdiçar uma gota de energia a mais do que deve e continuar nas vias da produção, porque foi isso que ele escolheu para si e para a sua vida. 
Alinhar a sua história significa deixá-la sem um fio fora do lugar. Significa trabalhar no nível da trama e da intriga, desenvolver os personagens, entrar sob suas peles e dentro dos seus corpos e começar a pensar como eles pensariam porque eles existem dentro de você.
Por isso, aqui vai a primeira dica para alinhar bem a sua história: criar uma história que exista.

O que é uma história que existe?

opened white book

Não se confunda, aqui não se trata de escrever algo que não seja ficção ou que releve puramente do gênero realismo (mesmo se fictivo). Uma história que existe é uma história que cumpre a função fundamental de toda história: imergir o leitor e criar a ilusão de que está na pele dos personagens. A história existe quando o leitor consegue se projetar dentro dela quase tão bem que sente no seu próprio corpo as fricções do personagem. O grande macete de escritor profissional para fazer isso é usar a escrita sinestésica. Leia aqui sobre essa escrita.

Uma dica para averiguar o estado de existência e palpabilidade da sua história é tentar escreve-la pela primeira vez: quando ela existe, ela sai sozinha na maioria das vezes, escorrega para fora facilmente, sem muito esforço da parte do autor. Se você está com dificuldades em escrever é porque ainda não passou tempos suficiente naquele primeiro estágio : escrever à moda do diário. A ideia ainda está tímida ou pior ainda, não está desenvolvida totalmente. Tal um bebê, a sua ideia ainda está no seu estágio fetal e, portanto, não está pronta para vir ao mundo. Se você forçá-la, ela provavelmente vai se deformar toda.

Uma vez que você sentiu novamente que o feto se desenvolveu mais um pouco, é hora de deixar os cadernos e diários e voltar ao computador.
É importante adquirir os bons hábitos desde o início da sua carreira de escritor. Apesar do amor pelo papel ou pela máquina de escrever que todo escritor tem, eu aconselho que escreva sua história diretamente no computador. Isso vai lhe fazer ganhar um tempo enorme. 

Conclusão: Como alinhar e dramatizar a história

Para responder à essa pergunta de como alinhar e dramatizar a história, é necessário primeiramente que a sua ideia esteja alinhada consigo mesma e com o autor. Quando esse grau de intimidade acontecer entre o autor e a ideia, a história nascerá alinhada. Dramatizar uma história pode ser feito através de algumas técnicas como a técnica de criar uma história orgânica ou de fazer uma premissa.

Para mais conteúdo, clique aqui para receber o seu e-book gratuito sobre Como escrever um livro em 3 meses e tornar-se um autor.

Torne-se um AUTOR

2 comentários em “Como alinhar e dramatizar a história

  1. Costumo criar retalhos, como post-its, mapas mentais e etc para desenvolver os dramas da história, mas o único personagem que se enquadra nisso é justamente o principal, pois os outros não se desenvolvem como ele…
    A ideia do diário com certeza vai me ajudar para trazer a vida os personagens que ainda estão muito “tímidos”.

    Mas postagem maravilhosa, adorei como colocou a ideia da gravidez em comparação a uma história sendo gerada!!

Deixe uma resposta